Sidebar

Fernando Softov | Unbound – SHM
4640
post-template-default,single,single-post,postid-4640,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,boxed,wpb-js-composer js-comp-ver-3.6.12,vc_responsive

Unbound – SHM

Gostaria primeiramente de agradecer a todos os clientes que acreditam e acreditaram em nós da BrByte.

 

O que começou como um projeto pequeno, apenas para ajudar os provedores com resolução de DNS, esta cada vez mais crescendo.

E por isso eu sou muito grato.

 

Recentemente fizemos ajustes, devido a demanda de alguns clientes, para que as estatísticas que capturamos do unbound, pudesse ser lida de outra forma. Devido a alguns casos, com muitas requisições e poucos recursos de máquina, ter um aumento de CPU. Nada que fosse considerável, mas isso futuramente poderia impactar em outros processos.

 

Então, a solução foi criar uma SHM, shared memory. Aonde os dados são salvos em memória, e capturados por outro daemon diretamente da memória.

Tirando a necessidade de alocação de recursos extras, conexões tcp, negociação de ssl/tls e diversos outros procedimentos.

Acontece que, como temos sido muito ajudados pela comunidade, resolvemos dar nossa contribuição em forma de agradecimento. E divulgamos na lista do unbound a respeito.

 

Já fazem alguns dias, mas hoje me dei conta que o patch foi para o base do unbound, e será liberado na versão 1.6.2 do unbound. E já esta rodando no FreeBRS, Speedr e diversos sistemas da BrByte.

https://github.com/NLnetLabs/unbound/commit/5a75dad7bef6a709a5175010c5f16dad147a17d3

 

Inclusive, foi adicionado no unbound-control uma funcionalidade, stats_shm, para ao invés de utilizar a conexão TCP+SSL, ler as informações direto da memória.
É muito bom ver seu trabalho reconhecido e saber que estamos ajudando de alguma forma.

 

https://freebrs.brbyte.com/
Hoje temos mais de 750 instalações ativas, sem contar os que utilizam o Speedr para resolução de DNS.

AUTHOR - admin

No Comment

0

Post A Comment